Primary tabs

Ghost de Viana carrega nas vendas de papel higiénico e fraldas para Angola

A Suavecel e a Nunex, marcas do grupo Ghost, que fabrica em Viana do Castelo produtos de higiene pessoal e facturou 78 milhões de euros no ano passado, está a investir 100 mil euros numa campanha de comunicação em Angola, seu principal mercado de exportação de fraldas de bebé. 

O complexo fabril do grupo Ghost, situado em Viana do Castelo, produz cerca de quatro milhões de rolos de papel higiénico por dia e tem uma capacidade instalada para fabricar cerca de duas mil fraldas de bebé por minuto.
 
Com a Fortissue (produção de papel "tissue"), a Suavecel (papel higiénico, rolo de cozinha, guardanapos e lenços de papel e faciais) e a Nunex (fraldas de bebé), a Ghost fechou o último exercício com uma facturação de 78 milhões de euros, mais 2,5 milhões do que no ano anterior, revelou Nuno Ribeiro, administrador do grupo, em declarações ao Negócios.
 
As exportações "rondam os 60%" para mais de 30 países, com "Espanha, França, Inglaterra, Alemanha, Angola e Colômbia" na frente, tendo registado "vendas para novos mercados, como Chipre, Sérvia, São Tomé e Príncipe, Camarões, Bulgária, Grécia, Marrocos, China, Moçambique, Suíça, Jordânia, entre outros".
 
Em Angola, "principal mercado de exportação da Nunex e o segundo maior da Suavecel, depois de Espanha", o grupo acaba de lançar neste PALOP "uma das suas maiores campanhas de comunicação multimeios fora do país".
 
As campanhas das duas marcas na televisão, rádio, imprensa, "outdoors" e online locais "desenrola-se até ao mês de Junho" e envolve "um investimento superior a 100 mil", garantiu Nuno Ribeiro.
 
Com o slogan "O seu bebé sente a diferença", a empresa portuguesa "quer provar que os bebés que usam as fraldas Nunex são os mais felizes, porque se mantêm mais tempos com a pele seca".
"Angola é um mercado importante para a Nunex, porque reconhece a qualidade dos nossos produtos e por essa razão já estamos presentes nos principais operadores da grande distribuição do país. Durante os próximos anos a aposta na internacionalização da nossa marca será uma prioridade", sublinhou Marco Silva, director-geral da Nunex.
 
Já a campanha da marca de papel higiénico da Ghost "aposta num corpo escultural africano, envolvido em papel Suavecel, para transmitir a suavidade das gamas da marca, com o objectivo de ganhar mais notoriedade no país".
 
Em Portugal, Nuno Ribeiro adiantou que o grupo Ghost, que emprega 292 pessoas, "está a investir 60 milhões de euros no processo produtivo com novas linhas de produção e na inovação de novos produtos, assim como no processo organizacional das três empresas, no âmbito dos fundos comunitários Portugal 2020."

Fonte: https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/industria/detalhe/ghost-de-viana-carrega-nas-vendas-de-papel-higienico-e-fraldas-para-angola

Publicações sugeridas

PME Connect Entrevista com Nuno Ribeiro, CEO da Suavecel

Notícias

Entrevistamos o Nuno Ribeiro, Fundador e Administrador Único da Suavecel sobre as suas experiências e perspetivas de liderar uma empresa Portuguesa de sucesso.

Dono da Suavecel investe €60 milhões nas suas três fábricas

Notícias

O Grupo Ghost, proprietário das empresas Suavecel, Nunex e Fortissue, tem em curso um investimento de 60 milhões de euros nas suas três fábricas, localizadas em Viana do Castelo.